• Grupo Zenobini

Câmara de Comércio comemora 177 anos de defesa do associativismo e do Rio Grande



A Câmara de Comércio da Cidade do Rio Grande completa neste domingo, 26, 177 anos de sua fundação. Inaugurada em 1844, a entidade sempre trabalhou pelo fortalecimento do associativismo e pelo crescimento da Cidade do Rio Grande. Liderada pela classe empresarial, a Câmara foi fundamental em diversos momentos da história da cidade. Neste ano, Paulo Bertinetti preside a instituição e destaca o momento histórico vivido: “agora, mais do que nunca, revigorada pelo espírito de união entre poder público, autoridade portuária e segmento empresarial para colocar Rio Grande como protagonista do cenário estadual e devolver a autoestima do nosso povo”.


Foi no dia 26 de setembro de 1844 que nasceu a ideia para a criação da Praça de Comércio, nome dado à época para as iniciativas associativistas. “Há mais de um século e meio a Câmara de Comércio da Cidade do Rio Grande trabalha pelo desenvolvimento do Rio Grande, sem nunca esmorecer, apesar de todas dificuldades neste vasto período”, recorda o ex-presidente ((1986-1989) Fernando José Fuscaldo. Durante sua história, a entidade travou várias batalhas pelo desenvolvimento local, sendo uma delas, o incentivo, cobrança e auxílio para a construção dos Molhes da Barra do Rio Grande e para a organização portuária local.


“A Câmara de Comércio representa o consenso das reivindicações históricas do Município do Rio Grande e região”, afirmou o ex-presidente (1990-1991) Sinésio Cerqueira Neto. E, realmente, os principais desafios para a construção de uma cidade melhor sempre estiveram na pauta da instituição, como a criação da Universidade Federal do Rio Grande. Com tanta história, a Câmara de Comércio rio-grandina destaca-se pelo seu lugar na história do nosso país: “A Câmara de Comércio é a mais antiga do RS e a quarta mais antiga do Brasil e, em sua longa história sempre foi um centro irradiador de desenvolvimento pleno”, afirmou o ex-presidente (1996-1997) Prof. João M.C. Lages.


Para Clóvis Klinger, presidente entre 1998 e 1999, “177 anos, por si, já nos mostra a sua grandeza. São muitas conquistas, muitas lutas: por desenvolvimento, progresso e melhorias. A história nos diz, que a Câmara de Comércio, esteve e está sempre presente”. Ao longo da história de debates pelo planejamento e crescimento regional, recebeu, inclusive, Izabel, a princesa imperial e Condessa D'Eu, com seu esposo, Gastão D'Orleans, o Conde D'Eu.


Como salienta o ex-presidente (2006-2009) João Nelson Touguinha, o papel da entidade é “lutar pelo desenvolvimento econômico e social da cidade e região, sempre na defesa e realizações de projetos e investimentos”. Foi justamente nesse espírito que a entidade foi uma das protagonistas, recentemente, para destacar projetos essenciais como a duplicação da BR-116 e a dragagem do canal de acesso ao Porto do Rio Grande.


“A Câmara de Comércio é pilar fundamental do desenvolvimento da metade sul. Neste aniversário, só temos a desejar que continue sempre protagonista da história rio-grandina”, afirmou o ex-presidente Paulo Somensi, que dirigiu a entidade entre 2010-2012. A denominação Câmara de Comércio foi formalizada em 25 de setembro de 1919, pela passagem do aniversário da instituição, nome que mantém até hoje, contudo, com os mesmos princípios de seus precursores.


“Orgulho de todos os rio-grandinos, particularmente aqueles que como eu tiveram a oportunidade de participar e dirigir esta entidade pioneira no associativismo estadual e nacional”, comemorou Torquato Ribeiro Pontes Netto que presidiu a entidade entre 2015 e 2017. Por fim, o ex-presidente (2017-2020) Antonio Carlos Bacchieri Duarte finaliza com o desejo daqueles que defendem o crescimento da nossa terra: “A Câmara de Comércio da Cidade do Rio Grande esteve atuante e presente em todos momentos do desenvolvimento e vida da nossa cidade assim como da região sul. Vida longa à Câmara de Comércio!”

1 visualização0 comentário